Taxa de transmissão da covid-19 cai no DF, mas fica no limite do recomendado

taxa de transmissão da covid-19 no Distrito Federal caiu, nesta quinta-feira (12/8). O índice diminuiu de 1,02 para 1 nas últimas 24 horas, segundo a Secretaria de Saúde (SES-DF). Apesar da queda, o indicador se encontra no limite do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), pois os casos de infecção só apresentam desaceleração quando o resultado fica abaixo de 1.

De quarta (11/8) para esta quinta-feira (12/8), o DF registrou mais nove mortes provocadas pela doença, sendo as vítimas cinco mulheres e quatro homens. Uma delas não morava em Valparaíso (GO). Com os novos registros, o total de óbitos subiu para 9.781.

Em relação aos casos, com a confirmação de 661 novos, o DF passou de 457 mil infectados pela covid-19. A média móvel desses registros nos últimos sete dias ficou em 608,57, caindo 12,5% na comparação com o verificado 14 dias atrás. Já o indicador de mortes fechou o dia em 13,14, quase 26% a mais que o resultado de duas semanas antes.

Epicentro da pandemia no Distrito Federal, Ceilândia segue com mais de 50 mil casos confirmados e 1,5 mil mortes. Em Taguatinga, o número de óbitos é de 950, e os diagnósticos positivos somam 36 mil. Em Samambaia, há 734 vítimas causadas da covid-19 e 25,3 mil infectados. No Plano Piloto, são mais de 44 mil moradores que contraíram o vírus, dos quais 659 morreram. As quatro regiões administrativas  se encontram no topo da lista de cidades do DF com mais casos e vidas perdidas.